Visão de um assassino.

Uma mulher muito elegante, vestindo um terninho cinza justo ao corpo, entra em uma sala onde se encontra uma mesa e duas cadeiras. Ela se aproxima e cumprimenta um jovem que está sentado: boa tarde, Edgar Wallcott. Me chamo Eleonor, sou a advogada indicada pelo Estado para sua defesa. Sentando de frente para ele, ela completa dizendo: Por isso peço que seja muito sincero, para que eu possa te ajudar, entende?

Ele apenas olha vagamente sem expressar qualquer reação.
Eleonor tira alguns papéis e fotos de uma maleta e coloca sobre a mesa, pega uma foto e mostra para Edgar, e pergunta: se lembra desta jovem? Ele diz: Sim.

Você a matou? Ela pergunta, olhando diretamente nos olhos dele. Friamente, ele mantém o olhar fixo em Eleonor e responde: Sim.

Pode me dizer o motivo? Insiste ela.
Sim, responde ele novamente de forma fria. Eleonor fica por algum tempo observando Edgar, que se ajeita na cadeira arrumando a gola da roupa e os óculos em seu rosto. Ele diz:

Dois anos atrás conheci Eva, éramos vizinhos, ela nunca olhava para meu rosto. Quando passava, era como se eu não existisse no mundo dela. Isso me deixava muito furioso. Uma noite tive um sonho onde um anjo veio até mim e me disse para matá-la. Por meses eu planejei sua morte.

Eleonor o interrompe acendendo um cigarro e pergunta: Porque este anjo queria Eva morta?

Por ela ser impura, disse ele olhando a foto com um sorriso leve e discreto, porém sádico.

O anjo pediu para que você torturasse Eva até a morte? Sim, disse ele sorrindo. Então continue, completou ela apagando o cigarro num cinzeiro sobre a mesa.

Edgar continua…
Finalmente no dia 3 de março de 2017, coloquei em prática meu plano. Eu sabia que Eva estava em algumas redes sociais, foi tudo muito fácil. Criei um perfil falso com a foto de um belo rapaz, Eva se interessou rapidamente, conversamos por algumas semanas, até que a convidei para um encontro. Ela apareceu no dia, hora e local combinado. Quando ela me viu seu olhar era de insatisfação… Eu a agarrei e a estrangulei, até que perdesse os sentidos. cropped-ae63c7017201067c14c6fb5ce35e713a.jpg

A coloquei no carro levei para minha casa, onde a mantive por um mês amarrada na cama, em meu quarto. Quando os noticiários começaram a divulgar a foto de Eva, decidi que era hora de cumprir minha missão.

Ele para fica em silêncio por algum tempo, olha para Eleonor e diz: Quer saber como eu a matei?
Sim, poderia me dizer? Completa Eleonor, acendendo outro cigarro.

Eu fui até o quarto e com uma faca cortei os joelhos dela, dobrando suas pernas para trás, deixando ela sangrar até a morte. Disse ele sorrindo.

E quanto ao anjo, ele gostou do que você fez? Perguntou Eleonor.

Sim. Me agradeceu, e disse que logo ele teria outra missão para mim.

Eleonor olha no relógio e diz: Edgar, vou fazer o que posso no seu caso, a única forma é alegar insanidade. Edgar concorda com a cabeça.

E assim Edgar foi condenado e encaminhado para um hospital psiquiátrico. Cumpriu pena por dois anos e logo foi solto. Certa noite, Eleonor estava deitada em sua cama quando alguém tapou sua boca e disse: Olá Eva, lembra de mim?

#autoral #curiosidades

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s